sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Esfera

tudo igual
deste lado do espelho,
nesta metade da laranja,
nesta parte da maçã.
a que árvore subimos?
de que árvore descemos?
qual o nome
desses ramos
onde saltamos com os pulmões
repletos da palavra
liberdade?
a bizarra simetria destes ramos
recorda-nos o impossível.
não dormiremos mais.
impede-nos o espelho,
evitam-no os ramos,
exige-o a maçã
perfeitamente unida:
uma só esfera.
tudo igual
deste lado do espelho.

2 comentários:

cassamia disse...

jazzy:
versus uni
a todos, de todos, para todos.a tudo, de tudo, para tudo.
a esfera.

Jonas disse...

jazzy:
a ninguém, de ninguém, para ninguém.
A nada, de nada, para nada.
Outra esfera.
Outro nada!
Outra maçã, mas já com bicho,
deste lado do inferno.